Volume de transações em criptomoedas pode crescer mais de 50% em 2019

Estudo aponta que o volume das negociações de moeda digital excederá o dos títulos corporativos dos EUA

Um estudo conduzido pelo Satis Group apontou que apesar da baixa em 2018, o mercado de criptomoedas terá um grande aumento no volume de negociações em 2019, estimado em cerca de 50%. O crescimento deverá ser atribuído principalmente ao crescimento da acessibilidade ao mercado e ao crescimento da adoção corporativa e institucional, de acordo com artigo do News BTC.

O relatório mostra uma análise aprofundada do atual cenário de cripto ativos e mostrou ainda que as duas maiores áreas de incerteza do mercado atualmente têm sido negociação (como comprar e trocar melhor os ativos digitais) e custódia (como armazenar melhor ativos digitais).

Foi constatado que a maior parte do volume de negociações de criptomoedas foi feita em poucas exchanges, cujo volume de negociação combinado representa mais de 75% do volume total de negociações.

À medida que o tráfego cresce nessas corretoras e como o volume se desloca para as maiores devido à melhor infraestrutura, o Satis Group espera que as taxas de negociação nas exchanges centralizadas também aumentem, passando de uma estimativa de US$ 2,1 bilhões em 2018 para US$ 3 bilhões em 2019.

Com o crescimento das transações de ativos digitais, o volume de transações provavelmente ultrapassará o da dívida corporativa nos EUA. Com base no crescimento projetado pelo Satis Group, o volume de transações em criptomoedas caminha para responder por cerca de 10% do volume de ações dos EUA, o maior mercado de ações do mundo.

Esses números e previsões significam que, embora as criptomoedas estejam em momento de baixa, seus preços provavelmente subirão e se estabilizarão conforme o volume de transações aumente.

Brasil: estudos mostram que mercado de criptomoedas está em crescimento

Apesar da baixa penetração no mercado brasileiro, as criptomoedas já estão atraindo a atenção dos brasileiros. Um estudo recente apontou que há mais brasileiros interessados em investir em criptomoedas do que em investimentos tradicionais, como a Bolsa.

Esse interesse aumenta a medida que novas corretoras vão surgindo no mercado, pois antes o brasileiro que queria investir nos ativos digitais precisava recorrer a exchanges estrangeiras. Hoje isso não é mais necessário, pois as corretoras nacionais oferecem o mesmo serviço e uma grande quantidade de altcoins – moedas alternativas ao Bitcoin – em sua plataforma.

A exchange CriptoHub, que captou valor recorde no Brasil em sua oferta inicial de moedas, traz um projeto inovador para o mercado de criptomoedas no país. A corretora possui um excelente atendimento, diversidade de altcoins listadas na plataforma, menores taxas do mercado, programa de afiliados e em breve lançará uma API para e-commerce e um cartão de crédito pré-pago, para que o cliente possa comprar usando suas moedas digitais.

Se você quiser comprar, vender e negociar moedas digitais, acesse o site da CriptoHub e tenha todos os benefícios de fazer parte da melhor exchange do Brasil.

Related Posts

Leave a Reply